Trindade perdeu hoje Wilson Pereira

Internado em hospital em Goiânia, Wilson Pereira faleceu nesta segunda-feira

Wilson Pereira Lima: 11/10/1952 – 22/02/2021 (Foto: Reprodução)



Wilson Pereira Lima faleceu hoje, aos 68 anos de idade, em Goiânia, onde estava internado em hospital depois de passar por cirurgia e o quadro de saúde acabou se agravando. Trindadense de nascimento, Wilson Pereira tinha o apelido de “Zaru”, era maçom dos quadros da Loja Trindade 58 (Grandes Lojas do Estado de Goiás), foi coordenador geral do Curso Intensivo Vivencial do Casamento (CIVC) no município, ao lado de sua esposa Terezinha Batista Lima (Terezinha Gratão) e com amplo círculo de amizades em Trindade, principalmente com os praticantes da pesca (razão de ser da foto que ilustra essa notinha), uma de suas grandes paixões na vida. Wilson Pereira deixou viúva Terezinha Gratão, três filhas (Ana Kárita Gratão Lima, Giselle Gratão Lima Salum) e Luciene Lima, dois netos (Luiza e Pedro). Não houve velório e o sepultamento foi realizado no Cemitério Municipal, por volta das 10:40h desta segunda-feira. Daqui enviamos os sentimentos de pesar aos familiares e amigos de Wilson Pereira.


Mensagens

Luismar Rodrigues da Silva, venerável mestre da Loja Trindade 58, falando sobre Wilson Pereira, destaca a capacidade que ele manteve para desenvolver bom relacionamento como integrante da ordem na qual ingressou em dezembro de 1997. "Wilson Pereira foi um grandioso irmão, pessoa íntegra, grande pai de família e maçom exemplar. Deixa para todos nós um legado de ótimo relacionamento tanto no aspecto familiar, como na maçonaria e amigos. Sua ausência será muito sentida por todos nós", afirmou Luismar Rodrigues.

Alaor Dorneles de Oliveira, integrante do CIVC de Trindade, comenta que Wilson Pereira Lima “foi companheiro de boas jornadas, a pesca era um de seus grandes hobbies, muitas e alegres pescarias realizamos no grande rio dos goianos, o Araguaia, sempre regadas por música, pois todos os irmãos(ãs) tinham o dom musical. Bom esposo, grande pai, com certeza deixará uma grande lacuna nos corações de todos que gostavam dele”.

Amilton Pereira Rodrigues, ex-venerável da Loja Maçônica Trindade 58 e companheiro de pescaria, fala que Wilson Pereira, o “Zaru”, foi um “exemplo de irmão. Exímio pescador, um dos melhores pescadores de piapara e papa-terra que já vi”, relembra.


Comentários

Postar um comentário

Obrigado por comentar... Vamos analisar para publicar nos comentários.

Parceiro

Parceiro